História

A Santa Casa da Misericórdia de Porto de Mós é uma instituição de destaque social no concelho de Porto de Mós. No ano de 1516 foi fundada a Irmandade e instituída na ordem jurídica canónica.

Com personalidade jurídica e cível é reconhecida como Instituição Particular de Solidariedade Social, com o objetivo de satisfazer carências sociais e praticar atos no campo social. Comemora assim, este ano de 2016, o seu quingentésimo aniversário: 500 anos de apoio à comunidade.

A finalidade essencial da instituição é a prática no campo da proteção social a todos os cidadãos necessitados de auxílio e apoio mental ou espiritual, sem distinção de raças, doutrinas religiosas ou ideais políticos. Em 1975 foi designada uma comissão administrativa que tomou diligências no sentido da construção de um edifício onde pudesse funcionar um espaço de creche/Pré-escolar na vila de Porto de Mós.

Além de promover o desenvolvimento pessoal e social da criança, o Jardim-de-infância fomenta a inserção da criança em grupos sociais diversos, favorece uma progressiva consciência do seu papel como membro da sociedade, contribuindo para a igualdade de oportunidades no acesso à escola e para o sucesso da aprendizagem. Representa assim, um espaço de tempo deveras importante na criação, aprendizagem, crescimento saudável na formação da criança.

Em 1990, e em parceria com a Autarquia Local e a Segurança Social, iniciou-se a edificação do Lar de Idosos e de um Centro de Dia. O projeto foi realizado, resultando numa obra de grande relevo social para o concelho. O Lar de SCMPM é uma mais-valia para esta área geográfica ao dar respostas a situações de dependência que, de outro modo, teriam de ser procuradas em zonas mais longínquas. ERPI, como atualmente é designado (estrutura Residencial para pessoas idosas), proporciona serviços permanentes e adequados à problemática biopsicossocial das pessoas idosas contribuindo para a estimulação de um processo de envelhecimento ativo, criando condições que permitam preservar e incentivar a relação intrafamiliar e potenciar a integração social.

Em 2008, é inaugurado o Centro de Medicina Física e Reabilitação, de forma a responder às necessidades do Concelho de Porto de Mós, dotando assim Porto de Mós e o seu concelho de mais uma importante infraestrutura de cariz social. O Centro de Medicina Física e Reabilitação aplica diferentes estratégias terapêuticas que vão prevenir ou reduzir as múltiplas consequências clínicas das doenças agudas e crónicas, no âmbito das deficiências das incapacidades e das desvantagens. Tendo como objetivo a promoção da saúde, a prevenção da doença, da deficiência e da incapacidade e a prestação de serviços de proximidade e qualidade no âmbito da Medicina Física e de Reabilitação, visando a obtenção de ganhos em saúde.

No ano de 2012, a instituição inicia a reposta social: Cantina Social, que constitui uma resposta de intervenção no âmbito do Programa de Emergência Alimentar com o objetivo de suprir as necessidades alimentares dos indivíduos e famílias em situação de vulnerabilidade sócio-económica, através da disponibilização de refeições. Com uma população cada vez mais envelhecida e com níveis de longevidade cada vez maiores, tornou-se imperioso investir na área de saúde. Por conseguinte, a SCMPM em Setembro de 2013 inaugura a Unidade de Cuidados Continuados Integrados, que presta cuidados continuados de saúde e de apoio social, com a tipologia de longa duração e manutenção. Vem prestar cuidados de saúde a cidadãos que carecem de internamento permanente ou prolongado e uma atenção que não se compadece com o simples acompanhamento domiciliário.

Esta infraestrutura, assim como a nossa missão, tem um objetivo comum: promover o bem-estar e contribuir para a melhoria da criação de unidades descentralizadas para cuidados continuados responde, assim, aos desígnios de permitir a prestação desses cuidados em meio apropriado e de fazê-lo mais próximo do local da residência, das pessoas e do ambiente que é mais familiar aos doentes. Atualmente, esta infraestrutura encontra-se em ampliação, pelo que este é mais um desafio para a Santa Casa da Misericórdia de Porto de Mós e um testemunho público da ação e trabalho desenvolvido em prol da comunidade Portomosense. Por conseguinte, a Santa Casa da Misericórdia de Porto de Mós tem como respostas sociais: creche/Jardim de Infância, Estrutura Residencial para Pessoas Idosas, Serviço de Apoio Domiciliário, Centro de Dia, Centro de Medicina Física e Reabilitação, e Unidade de Cuidados Continuados Integrados, Cantina social. Dá apoio aos.clientes, com o apoio dos colaboradores.

Para finalizar, tem conseguido dar resposta à sua missão: a promoção de respostas e iniciativas adequadas à prossecução dos seus fins e às necessidades diagnosticadas na comunidade. Contribuindo assim, para o desenvolvimento local e proteção dos grupos sociais mais vulneráveis. Tem direcionado a sua atividade para a melhoria da qualidade dos serviços prestados à comunidade, através da atualização do modelo de gestão organizacional, potenciando a melhoria contínua junto dos seus colaboradores, parceiros e entidades envolvidas na sua ação, reconhecida assim, como entidade local preponderante na intervenção social e áreas afins.

Patrocinadores